Terra onde não se morre
Você está em: Home / Amazônas Respiração do Mundo

  • A Terra onde não se morre
    em marcha o povo ameríndio
    evocam Tupi e os outros deuses
    e aos sons do boré, foge sua voz
    os filhos de Jaguar, flexíveis
    da costa dos mares, em direção Norte.
    No Brasil eram três milhões
    os índios Caetés e Tupinambas
    fugiram para o Maranhão e Pará
    atravessaram todo o território
    pararam às margens do rio.
    São os Tapirapés em movimento
    de olhos abertos, arquejam
    exaustos chegam ao rio Araguaia
    penetram a Floresta, se retiram.
    Plumas amarelas, marrons, folhas vermelhas
    O jacaré, a juçurana, o a lontra
    as árvores gigantes são milhares
    como são milhões em marcha o povo ameríndio
    filhos de Jaguar, flexíveis
    atravessam o território, sem parar
    da costa dos mares, em direção Norte
    de olhos abertos, guerreiros arquejam
    chegam exaustos, são os Tapirapés
    penetram a floresta, aglomerados
    em direção à ‘Terra onde não se morre’.