O parto da floresta
Você está em: Home / Amazônas Respiração do Mundo

  • Do corpo retorcido, do centro das coxas 
    das vísceras, entre folhas perto do rio 
    entre o sangue e os cheiros do mato 
    que envolvem seu corpo:
    com a ajuda das mulheres da aldeia 
    a galáxia da floresta escuta seu vagido 
    entre os braços Kupaúba-árvore. 
    A barriga e as pernas reintegram os cheiros 
    das flores, de folhas, frutos, seu ninho 
    é um continente, esse corpo pequeno 
    pulsando, o sol clareia o mato e o rio 
    “quanto tempo passou” o pajé indaga 
    “a quem pertenceu sua alma?”.
    As danças se prolongam até o anoitecer, 
    os ventos passam leves e uma voz sussurrante 
    louva Tupã e anuncia: Kupaúba nasceu.